quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

LAN = Sucesso Garantido!!!! ;-)

No dia 15 de Dezembro realizou-se mais uma edição da LAN Party, uma organização extraordinária para um «dia» de competições! As horas de trabalho são muitas, os cursos profissionais trabalham na sua área e contribuem com todo o conhecimento acumulado... os professores responsáveis desdobraram-se em actividades...

Parabéns! Gostei de visitar a LAN e sentir o entusiasmo dos jogadores... as regras são rígidas e a competição é fantástica. Outras formas de desenvolver competências...

Elisabete Fiel
Preparação
LANParty I
LANParty II
Projecção

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O Segredo do Papa-Formigas « Beatriz Osés »



Numa tarde de Outubro, graças ao Projecto «Bibliotecas Sem Fronteiras/Bibliotecas Sin Fronteras» Comenius Regio) conhecemos a escritora: Beatriz Osés. A empatia foi imediata. A escritora foi afável, simpática e muito delicada. Essa delicadeza percebe-se na obra. Tivémos oportunidade de ler os poemas em português e foi a primeira vez que a escritora os ouviu na língua portuguesa, ouvimos a leitura espanhola também. Combinámos outras sessões de leitura e a divulgação do livro....

Obra vencedora do 1º. Prémio de poesia para crianças «Ciudad de Orihuela», esta colectânea de poesia distingue-se pela forma particularmente inteligente como está construída. Os poemas que integram o livro podem ser lidos individualmente, funcionando como textos autónomos e independentes, mas também podem ser lidos como uma espécie de sequência e, desta forma, criando uma subtil sugestão de narratividade. Além disso, as ilustrações, de grande qualidade estética, reforçam a coesão da obra, que marca pela originalidade.
Percorridos pela temática animal, não raras vezes explorando sugestões humorísticas, os poemas apostam no recurso a estruturas paralelísticas, como as repetições, o uso do refrão e a presença da rima. Alvo de um trabalho cuidado ao nível da tradução, este livro marca a edição contemporânea no que à poesia diz respeito.
Fonte: casadaleitura.org

Título O Segredo do Papa-Formigas | Autor(es) Beatriz Osés, Miguel Ángel Díez (Ilustrador) | Tipo de documento Livro | Editora Kalandraka | Local Matosinhos | Data de edição 2010 | Área Temática Animais, Poesia, Sonho, Afectos, Jogo, Humor | ISBN 978-989-8205-37-7 | Tradução Elisabete Ramos |

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Dia da Filosofia e Musicoterapia...

O dia 18 de Novembro foi dedicado à Filosofia. A instalação com uma porta e uma árvore anunciavam a «Dimensão Logos». A conferência sobre «Musicoterapia» promovida por um grupo de alunos do 12º A foi fantástica. Ouvir o poder da música e a exploração de temas que recordavam a infância ou filmes conhecidos foi um momento de conhecimento, mas também de boa disposição! A ligação com o grupo musical: «É ki Nóssio» foi um dos momentos altos! Parabéns ao grupo e Viva a Filosofia!!!
Elisabete Fiel

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Semana das Ciências e Tecnologia...

O dia 24 de Novembro é dedicado à Ciência desde 1997, que corresponde à data de nascimento do Professor Rómulo de Carvalho. Na nossa escola as ciências e tecnologias foram alvo de uma semana de comemorações. Os alunos do 3º e 4º ano têm visitado os laboratórios de Física-Química onde os alunos de 8º ano têm feito experiências que encantam os mais pequenos. A tinta invisível, os ovos sem casca, superbolas de balão e as «mãos firmes» foram um verdadeiro desafio... Os alunos adoraram!!!!

No dia 23 de Novembro teve lugar uma palestra sobre a vida e obra de Rómulo de Carvalho e os poemas de António Gedeão... a mesma pessoa.

Elisabete Fiel

Partilha entre detectives

No passado mês de Setembro, Agatha Christie, a rainha do crime, completou 120 anos. É verdade! A sua vasta e reconhecida obra preserva-a viva e convida os amantes do romance policial a desfrutar de horas e horas de lazer e prazer.

A Partilha de Leituras quis recordar e prestar uma singela homenagem a Agatha Christie, a Conan Doyle e a todos os escritores, de ontem e de hoje, que recriaram e recriam o crime quase perfeito.

Mais de uma dezena de amigos dos livros e companheiros da leitura aceitaram o convite e participaram na Partilha entre Detectives, no dia 17 de Novembro, na Biblioteca da nossa escola. A boa disposição facilitou a partilha de muitos mistérios e enigmas da vida humana.

Em breve voltaremos a propor-vos um novo desafio de leitura, mas só os bons detectives poderão descobri-lo por antecipação.

Helena Saldanha

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Semana Europeia da Prevenção dos Resíduos...

Eco-Lab, produzir novos objectos de design com residuos...um sucesso!!!

Elisabete Fiel

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

As Aboborinhas e bruxinhas na Feira do Livro...


O pré-escolar e o 1º ciclo visitaram a nossa Feira do Livro.

Histórias, contos Matemágicos...

No final um workshop de artes...

Foi Fantástico!!!!!

Elisabete Fiel


quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Feira do Livro e Dia das Bruxas...

Fotos novas publicadas em 17 Nov 2010!

----

O relógio e o calendário atrasaram na nossa Escola! No dia 3 de Novembro as bruxas «estacionaram» as vassouras e inauguraram a Feira do Livro. Música com o DJ Pekas, muita groselha e boa disposição. O clube de dança fez uma performance espectacular e a equipa de vendas foi imparável...

As fotografias falam por si! A organização Clube de Inglês/ Biblioteca Escolar funcionou na perfeição, assim como os alunos do curso profissional do 10º C, 12º C e TAI. Foi fantástico! Agora as surpresas vão continuar ao longo do mês...

Elisabete Fiel

Comenius Regio “Bibliotecas Sem Fronteiras”

Comenius Regio “Bibliotecas Sem Fronteiras” em parceria com a Junta de Extremadura, Direcção Regional do Alentejo, Agrupamentos n.º 4 de Évora, n.º 1 de Elvas e Agrupamento de Escolas de Campo Maior e Centros Educativos da Extremadura

Nos dias 27 e 28 de Outubro, deslocaram-se a Mérida para participar no I Encontro da Associação Comenius Regio, “Bibliotecas Sem Fronteiras”, os treze professores dos Agrupamentos n.º 4 de Évora, n.º 1 de Elvas, e o Agrupamento de Escolas de Campo Maior, com o objectivo de iniciarem os Projectos comuns futuros. Também marcou presença neste Encontro a Direcção Regional de Educação do Alentejo e a Consejeria de Educácion de la Junta de Extremadura, parceiras na coordenação deste Projecto Comenius, com os Agrupamentos já referidos e com os Centro Educativos de Extremadura: o CEIP "Manuel Pacheco" de Badajoz, "José María Calatrava" de Mérida; Os IES "El Brocense" de Cáceres e "Jálama" de Moraleja, CRA "Maestro Victoriano Mateos" de La Cumbre e ainda os Centros de Profesores y Recursos (CPR) de Badajoz e Cáceres, a Biblioteca Pública Municipal "Juan Pablo Forner" de Mérida e a Asociación Cultural Extremeño-Alentejana.

Os trabalhos desenvolveram-se ao longo destes dois dias, tendo sido apresentado pelas professoras bibliotecárias e docentes, diversas práticas implementadas nas Bibliotecas Escolares, tanto do Alentejo como da Extremadura. Nas várias sessões de trabalho planificaram-se parte das actividades a desenvolver nas Escolas até ao próximo Encontro, que se realizará em Campo Maior no mês de Maio de 2011. Todo este trabalho foi simultaneamente enriquecido com a presença de vários especialistas da área, que apresentaram diversas comunicações: “A competência informacional: ler, aprender e investigar”, por Gloria Durban de Barcelona, “Projectos Documentais”, por Rosa Piquín e Laura Andreu de Madrid, “Difusão de unidades de informação: a revista Belvedere” por Diego Pedrera de Coria e um momento de poesia com a leitura do livro “O Segredo do papa-formigas” pela sua autora, Beatriz Osés e por professoras portuguesas.

Este Projecto, estruturado para dois anos, pretende promover a colaboração estreita entre Bibliotecas Escolares, o intercâmbio cultural, o conhecimento e promoção das línguas e culturas portuguesa e espanhola através da partilha de experiências no âmbito da leitura e literacia, assim como a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Bibliotecas Escolares.

Pela parte portuguesa conta-se ainda com o apoio de parceiros como a Rede de Bibliotecas Escolares, Delta Cafés, Biblioteca Pública de Évora e Centro de Formação de Professores do Norte Alentejano.


Notícia original publicada em: Direcção Regional de Educação do Alentejo

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Ilustração da «Rapariga com Muitos Olhos» …

A experiência com os alunos de 5º Ano foi fantástica…ilustração de poemas com ideias absolutamente deliciosas…

Elisabete Fiel


terça-feira, 26 de outubro de 2010

Vítor Serpa, escritor e director do Jornal «A Bola» na nossa Escola…

O nome de Vítor Serpa está sempre associado ao Jornal desportivo «A Bola», mas a faceta de escritor descobrimo-la no livro «Salão Portugal» e no romance: «Tanta Gente em Mim». As razões para o convidar o autor, jornalista, escritor, eram bastantes, pois o jornal «A Bola» é uma referência na nossa Biblioteca. Como escritor é uma agradável surpresa.

A turma do 10º B e a professora Alexandra Lopes, prepararam a adaptação do conto: «Dona Filipa» que surpreendeu a assistência e o autor. O conto é fantástico e retrata as diferenças sociais de uma forma hilariante.

A sessão foi animada e o nosso convidado muito simpático, pois respondeu a todas as questões (e foram muitas) que lhe foram colocadas tanto no domínio desportivo como no domínio da escrita. A actividade jornalística e o futebol acabaram por dominar a sessão, em especial com a turma CIOSI, que tinha uma lista de questões sobre o «desporto rei».

E além da simpatia e boa disposição do escritor, jornalista, director, tivemos direito a uma prenda: Uma colecção sobre os recordistas mundiais e uma página no jornal «A Bola» que fez as delícias dos participantes.

Foi uma manhã fantástica neste mês dedicado às bibliotecas escolares.

O nosso «Obrigada» a Vítor Serpa.

Elisabete Fiel


quarta-feira, 13 de outubro de 2010

República em Moedas…

A Biblioteca Escolar recebeu a colecção de Moedas do professor João Golaio por empréstimo…Moedas muito especiais desde a Monarquia até à III República e à longa vida do escudo…91 anos. Os pormenores históricos ficaram a cargo do professor Fernando Antunes e da turma do 12º B.

Recordámos as várias formas de «chamar» o dinheiro: «massa», «pilim», «pasta», «papel» e muitos outros nomes. Vestimos a República de prata e com uma bandeira com 100 anos. Foi um dia em cheio !!!

Elisabete Fiel

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

RUA CINZENTA

Manhã,
Manhã de manhã,
Tarde,
Tarde de tarde,
Dói até que arde,
Cor amarela
Passear com a trela,
Cor branca
Branca se morre,
Branca se vive
Sou livre!

Quero mais viver
Viver o azul
Azul dos céus,
O bule
Para o chá,
Vou já
Vou andando
Andando em cinzento,
Local barulhento,
Onde fui por momentos,
A locais que nunca explorarão
E tudo,
Todo este local,
Por uma fatia de pão.
Não cá mais volto
Estou farto,
Tudo corto
Vou-me embora
Cores depois
Amarelo pois
Não vou votar
Não quero voltar
Ao cinzento,
Volto pois,
A todas as cores
Sejam elas estranhas
Pessoas iguais
Pessoas diferentes
Brancos os dentes,
Locais modernos ,
Alguns especiais.

Estão a dizer o meu nome
Nome livre,
Cá na terra,
Assim se vive.

Cores todas,
Amarelo e vermelho
Passa um coelho,
Verde vivo,
Não digo mais,
Não digo.

Cor verde
E verde morre
E assim acaba
Cor branca
Puxa a alavanca
Tudo se acaba
Tudo se começa
Larga a travessa
Estou com pressa
Vou depressa
Não perco o dia,
Assim se vive,
Sou um cidadão livre!

Xavier Golaio Gonçalves

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

@aprenderaprendendo... Projecto BE Gulbenkian

A Biblioteca Escolar da Escola Secundária c/ 3º ciclo de Campo Maior tem vindo a desenvolver um trabalho continuado no âmbito da promoção da leitura, da literacia e na utilização das TIC. A escola procura ter impacto na comunidade em geral, estando presente na WEB, utilizando várias ferramentas da WEB 2.0 e sendo presença assídua na Rádio Campo Maior através da rubrica: Leitura a Metro.

O Projecto «@prender & aprendendo» pretende:

  • Promover o sucesso e a qualidade das aprendizagens dos alunos.
  • Promover/ apoiar o desenvolvimento dos alunos e dos seus próprios projectos no âmbito da saúde, artes, ciências, desporto, teatro e línguas.
As linhas de acção compreendem:
  • A Promoção do Livro e da Leitura Actividades de promoção do livro e da leitura, impressa ou em dispositivos móveis de leitura. (Kindle e IPAD)
  • o Recurso à Expressão dramática como forma de promoção da leitura.
  • Apoio ao Currículo Em todas as áreas, de forma diversificada quer em formato quer em conteúdo.
  • Desenvolvimento das Literacias: informação, digital, visual, cientifica. Compreende a formação de utilizadores presencial e online.

Objectivos gerais

  • Aumentar os índices de leitura.
  • Melhorar os níveis de literacia.
  • Melhorar a expressão oral.
  • Aumentar o apoio ao currículo.
  • Inovar as práticas de animação à leitura, utilizando as TIC.
  • Explorar a expressão dramática, enquanto ferramenta de apoio à promoção da leitura.
  • Utilizar as TIC em áreas transversais ao currículo.
  • Generalizar a utilização das TIC como forma de aprendizagem e comunicação.
  • Realizar um projecto sustentado, que possa ser facilmente disseminado.
  • Explorar «maletas digitais» com o apoio das tecnologias.


População e Impacto
As população-alvo são os alunos do ensino secundário regular e profissional. O projecto será implementado em três turmas do 10º ano, três turmas do 11º ano e três turmas do 12º ano, esperando-se obter os seguintes impactos:

  • Melhoria dos níveis de leitura
  • Melhoria da competência leitora dos alunos.
  • Melhoria da expressão oral.
  • Apoio ao currículo.
  • Optimização dos recursos da Biblioteca Escolar.
  • Optimização da utilização das TIC ao serviço do conhecimento.
  • Inovação/diversificação da leitura.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

BE no Projecto "Bibliotecas Escolares Sem Fronteiras"

O Projecto Comenius Régio, «Bibliotecas Escolares Sem Fronteiras», resulta de uma parceria da Consejería de Educación de Extremadura e da Direcção Regional de Educação do Alentejo. Esta iniciativa desafia Escolas parceiras com boas práticas na área das Bibliotecas Escolares, assim como instituições com reconhecimento na região do Alentejo, que irão colaborar num programa de partilha durante dois anos.


A Direcção Regional de Educação do Alentejo e a Consejería de Educación de Extremadura são as Instituições que lideram o projecto em parceria com as seguintes escolas: Agrupamento de Escolas de Campo Maior, Agrupamento Escolas n.º1 de Elvas e Agrupamento de Escolas n.º 4 de Évora; com o apoio de parceiros como a Rede de Bibliotecas Escolares, Delta Cafés, Biblioteca Pública de Évora e Centro de Formação de Professores do Norte Alentejano. Do lado de lá da fronteira contamos com o CEIP "Manuel Pacheco" de Badajoz, "José María Calatrava" de Mérida; Os IES "El Brocense" de Cáceres e "Jálama" de Moraleja, CRA "Maestro Victoriano Mateos" de La Cumbre e ainda os Centros de Profesores y Recursos (CPR) de Badajoz e Cáceres, a Biblioteca Pública Municipal "Juan Pablo Forner" de Mérida e a Asociación Cultural Extremeño-Alentejana.


O projecto «Bibliotecas Sem Fronteiras» visa fundamentalmente a colaboração estreita entre bibliotecas escolares, a partilha de experiências na promoção da leitura e literacia, a difusão cultural dos dois países, o conhecimento das línguas e a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação. Será criada uma página Web conjunta para divulgação de todos os trabalhos do Projecto Comenius Régio.


Fonte: http://www.drealentejo.pt/

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Música a Metro...


Alargámos a presença da Biblioteca Escolar na Rádio Campo Maior... agora, além de sugerir leituras, também temos sugestões de música.

As sugestões são de estilos diferentes, boas, independentemente do estilo...

Para descobrir, ouvir ou redescobrir nos sites oficiais, com música excelente...

gogolbordello

myspace_gogolbordello

myspace_jazzanovask

myspace_nouvellevague

norahjones

E a nossa Rádio... radiocampomaior

Elisabete Fiel

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

120º Aniversário de Aghata Christie...na nossa biblioteca!

«Agatha Christie escreveu quase cem livros, mas só um assinado Agatha Christie Mallowan:

"Come, Tell Me How You Live", título da edição original deste livro. É "uma memória arqueológica" dos anos 30 nas escavações do marido, Max Mallowan.

Os editores não gostaram. Não havia trama nem crime. Era como mostrar o álbum de férias a estranhos. O que é que os leitores dela tinham a ver com aquilo?

Quase tão lida quanto a Bíblia, Mrs Mallowan não puxou dos galões.

Disse que o livro era «uma frivolidade», como se falasse de um par de sapatos.

Foi um sucesso, claro, e mais de sessenta anos depois continua em edição de bolso e politicamente incorrecto - vários turcos e pelo menos um árabe "sub-humano" saem daqui para a glória. Mas de ninguém a autora ri como de si própria, ansiosa, voluntariosa e volumosa.» Alexandra Lucas Coelho, «Prefácio»

«Esta crónica inconsequente foi iniciada antes da guerra. Depois foi posta de lado. Mas agora, após quatro anos de guerra, dei por mim a pensar cada vez mais naqueles dias passados na Síria, e por fim senti-me impelida a tirar os meus apontamentos e os meus toscos diários para fora e a completar aquilo que começara e pusera de lado.

Pois parece-me que é bom recordar que esses dias e esses lugares existiram, e que neste preciso instante a minha pequena colina de calêndulas está em flor, e que os velhos de barbas brancas que se arrastam atrás dos burros talvez nem saibam que existe uma guerra.» Agatha Christie.

www.fnac.pt

http://www.agathachristie.com/

quarta-feira, 16 de junho de 2010

«Os grandes dias da Cultura na Escola Secundária de Campo Maior»

Os dias 7, 8 e 9 de Junho foram dedicados à cultura… Chamamos-lhe «Grandes Dias» porque as actividades desenvolveram-se em três turnos: manhã, tarde e noite. Todas as sessões estiveram lotadas, recebemos pais, alunos de outras escolas, os nossos alunos e toda a comunidade…


Houve: Teatro, Palestras, Exposições, Salas Abertas, Cocktails 100 etanol, Jogos, Passagem de Modelos, Concertos, DJ set e muita, muita animação!


Elisabete Fiel


terça-feira, 1 de junho de 2010

Em Honra de Hans Christian Andersen…

No dia 19 de Maio, a convite da Sr.ª Vereadora da Cultura e da Biblioteca Municipal, teve lugar um concerto de JAZZ em honra de Hans Christian. O Quarteto de JAZZ actuou no Centro Cultural brindando a assistência com temas como: Caravan e All of me…o professor Paulo Cachinho recordou ainda Carlos Paredes com temas como: Verdes Anos.

O público foi ficando e pedindo mais temas…um sucesso!

Elisabete Fiel

Porto à Vista…

No fim de semana de 22/23 de Maio teve lugar a visita de estudo dos alunos do curso profissional e EFA ao Porto e Santa Maria da Feira…as imagens falam por si!


quarta-feira, 26 de maio de 2010

Recepção aos alunos de Português do Instituto de Bachirelato «El Brocense» de Cáceres

No dia 21 de Maio de 2010 recebemos os alunos de português do Instituto de Bachirelato «El Brocense» de Cáceres na nossa escola. Um dos nossos propósitos foi mostrar a nossa terra aos alunos espanhóis. Assim, decorámos a Biblioteca Escolar com fotografias de Campo Maior e flores típicas das Festas do Povo. Em ambiente campomaiorense, fizemos um jogo de «quebra-gelo» com os provérbios portugueses e quadras típicas de Campo Maior. Seguiu-se a visita à escola, um pequeno lanche preparado pelos alunos do 12º C e D e jogos de ping-pong.

À tarde visitámos a vila, por ruelas e calçadas, até ao Museu Aberto e Museu Visconde de Olivã. O Museu Aberto testemunha as artes e ofícios desta vila alentejana, bem como as festas do povo. No Museu do Azeite tivemos oportunidade de ver a produção tradicional e fazer uma prova de azeites. Voltámos ao Jardim para as despedidas…

Gostámos muito de receber os nossos colegas e estamos com esperança de visitar Cáceres no próximo ano lectivo…

8º B, Fernando Veríssimo e Elisabete Fiel


terça-feira, 25 de maio de 2010

Recordando Fialho de Almeida…

A Partilha de Leituras foi dedicada a Fialho de Almeida, autor alentejano …um conto sobre Comadres, inveja e enganos, passado ainda à luz de candeias. Terminou com uma sessão de ilustração…

Elisabete Fiel


terça-feira, 18 de maio de 2010

«A Bilha» Projecto de Arte…

A Escola Básica Sebastião da Gama tem vindo a promover um concurso de arte em «bilhas» de barro. A nossa escola enviou vários trabalhos realizados nas aulas de Educação Visual dos docentes Jorge Palavra da Costa e Sílvia Félix. As obras podem ser vistas em Estremoz.

http://abilha-projectodearte.drealentejo.pt/


sexta-feira, 14 de maio de 2010

Entrepalavras…

A equipa de alunas concorrentes ao Entrepalavras (Concurso promovido pelo Jornal Notícias) liderada pelo professor Paulo Costa voltou a fazer uma excelente exibição. A equipa fez várias leituras sobre os temas, discutiu e preparou-se muito bem. Encenaram o tema com a ajuda da professora Carla Correia e venceram esta fase. A Biblioteca Escolar agradece as excelentes colecções de livros sobre a Arte Portuguesa desde o paleolítico e os cursos de Línguas… Obrigada e parabéns pela excelente exibição! Bom trabalho para a próxima etapa!

Elisabete Fiel

terça-feira, 11 de maio de 2010

WorkShop eTwinning

O eTwinning promoveu uma Oficina de Desenvolvimento Professional sobre o Português, Língua não materna. Na oficina sobre a utilização do Ciberdúvidas, a professora Ana Martins mostrou o site e todas as potencialidades de utilização para português língua materna e não materna. Neste site é possível obter :

- Recursos
- Dificuldades de leitura e escrita.
- Repositório de conferências anteriores.
- Versão adaptada para leitura extensiva em português: orientações para leitura de português como língua não materna.
- Fundamentação científica para tópicos relevantes.
- Perguntas a especialistas em Língua Portuguesa.

Se tiver dúvidas, não hesite: http://www.ciberduvidas.pt/pergunta.php?id=17874

Seguem os links:

http://www.ciberduvidas.pt/index.php
http://www.ciberduvidas.pt/respostas.php
http://www.ciberduvidas.pt/ask.php
http://www.ciberduvidas.pt/glossario.php
http://www.ciberduvidas.pt/correio.php
http://www.ciberduvidas.pt/portugues.php
http://www.ciberduvidas.pt/idioma.php
http://www.ciberduvidas.pt/controversias.php

Elisabete Fiel

quinta-feira, 6 de maio de 2010

5º Aniversário eTwinning…

No dia 5 de Maio comemorámos o 5º Aniversário do Projecto eTwinning na nossa escola. Na qualidade de Embaixadora eTwinning coube-me divulgar o projecto ao longo deste ano lectivo. Neste dia além de uma divulgação formal teve lugar uma comemoração. Como se faz uma festa de aniversário? Juntamos boa disposição, organização, bolo de aniversário, sumos, sobremesas, maçãs (porque é saudável…), colegas formidáveis, o «É qui noss(i)o» com músicos excelentes e duas vocalistas deslumbrantes, um grupo de professores que canta e encanta …além de muita diversão!

Obrigada a todos por colaborarem, por fazerem parte da festa!

Elisabete Fiel (Embaixadora eTwinning para o Alentejo)

www.etwinning.net


terça-feira, 4 de maio de 2010

Sam Savage, Firmin, 2.º ed., Lisboa, Planeta, 2009, 157 pp.

Li este livro porque me pareceu que eu própria possuía, pelo menos uma, das duas qualidades requeridas na capa: Firmin é uma obra para todos que sentem a paixão pelos livros e que não perderam a capacidade de amar. Na contracapa, encontrei uma citação de Rosa Montero, uma autora da qual sou amiga, embora nunca a tenha visto. Dizia ela que esta obra tinha sido um acontecimento na sua vida de leitora. Estas duas “dicas”, colhidas na capa e na contracapa, catapultaram-me para dentro do livro e, de facto, não dei o meu tempo por mal empregue.

Firmin é um ser delicioso e inteligente, cuja vida, de tão desgraçada, consegue ser pior que a nossa própria existência, por muito chateados que possamos estar nesse dia…

As Aventuras de um Marginal na Cidade (o subtítulo) são contadas como um relato na primeira pessoa. Tudo começa com o nascimento desta ratazana na cave de uma livraria na zona velha da cidade de Boston. A sua mãe, alcoólica e pouco extremosa, deu à luz treze ratazanas bebés. Como tinha apenas doze tetas, Firmin vê-se sempre preterido pelos irmãos mais robustos e aptos. A inexistência da décima terceira teta é um trauma de infância de marcará para sempre a personalidade desajustada do protagonista.

A pobre ratazana bebé consegue sobreviver com as escassas gotas de leite materno que os irmãos desperdiçam e desenvolve, como mecanismo de superação, um desejo incontrolável por livros. Rói e devora todas as obras que se encontra ao seu alcance, num impulso autodestrutivo de biblobulimia.

Costuma dizer-se que somos o que comemos. Ora Firmin também compartilha desta opinião. Diz-nos ele: Às vezes gosto de pensar que os primeiros momentos da minha luta por viver foram acompanhados, à laia de marcha triunfal, pela deglutição de Moby Dick. Isso explicaria a minha natureza tão aventureira. Outras vezes, quando me sinto particularmente rejeitado e ridículo, convenço-me de que o culpado é o Dom Quixote.

Não se sabe bem como, mas, a certa altura, a pequena ratazana vai passar a comer cada vez menos e a ler cada vez mais, limitando-se a mordiscar as margens de certas páginas. No entanto, o apetite pela leitura é tão insaciável como fora a vontade física de deglutir o papel impresso. Firmin torna-se, cada vez mais, um ser diferente da sua espécie, conquanto tenha de aprender e dominar os rudimentos da técnica recolectora das ratazanas. Na companhia da mãe, aventura-se pelas ruas degradantes de Scollay Square para obter alimentos.

Mesmo depois de todos os elementos da sua família terem partido, a livraria continua a ser o seu território de eleição e, pouco a pouco, conhece todos os túneis e todos os espaços exteriores. De longe, observa os seres humanos, identificando-se com eles até nas fantasias amorosas, influenciadas pelo cinema do bairro.

Esta crise identitária leva-o a pensar que pode estabelecer laços de amizade com Shine Norman, o dono da livraria. Tal ingenuidade suprema quase lhe custa a vida e corresponde a uma viragem na ordem dos acontecimentos que lhe permite conhecer a outra figura de destaque na história, Jerry Magoo, o ser humano de nos salva a reputação da espécie com a sua bondade e inteligência.

Como não posso contar mais sem incorrer no pecado capital de desmotivar outros possíveis leitores para a fruição deste texto, quero apenas dizer que aconselho vivamente a audição, em simultâneo, do grande cancioneiro de jazz americano: os temas de Cole Porter, a voz da Billie Holiday, o saxofone de Charlie Parker... Esta banda sonora permitirá recriar, na perfeição, a Boston perdida de Firmin e de Sam Savage, o autor da obra que eu, negligentemente, ainda não mencionara. Natural da Carolina do Norte, licenciado e doutorado em Filosofia, Savage foi ao longo da sua vida um diletante e insaciável leitor, de modo que, aos sessenta e cinco anos, nos presenteou com esta “história mais triste do mundo” que nos delicia pela voragem centrípeta de muitas leituras, pela delicadeza das ilustrações a carvão e pela identificação patética com o protagonista.

Alexandra Lopes

Campo Maior, 29 de Abril de 2010

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Hans Christian Andersen

A exposição comemorativa do centenário de Hans Christian Andersen está em Campo Maior até dia 2 de Junho, promovida pela Biblioteca Municipal. A interpretação da obra contempla escultura, ilustração, pintura, recortes e joalharia e divide-se por diferentes espaços: Biblioteca Municipal, Centro Cultural e Jardim.

O Comissário da exposição, o Sr. Niels Fischer, designer dinamarquês guiou a visita às turmas do 9.º A e do 12.º A. Houve tempo para conhecer curiosidades, explorar a obra e a interpretação dos valores pelos artistas. Ficam as fotografias…

Elisabete Fiel


25 de Abril…

36 Cravos para o 25 de Abril e muitos poemas… foi esta a forma de comemoração!
Recordamos versos de Ary dos Santos...
Era uma vez um país
onde entre o mar e a guerra
vivia o mais infeliz
dos povos à beira-terra.
Onde entre vinhas sobredos
vales socalcos searas
serras atalhos veredas
lezírias e praias claras
um povo se debruçava
como um vime de tristeza
sobre um rio onde mirava
a sua própria pobreza.

Era uma vez um país
onde o pão era contado
onde quem tinha a raiz
tinha o fruto arrecadado
onde quem tinha o dinheiro
tinha o operário algemado
onde suava o ceifeiro
que dormia com o gado
onde tossia o mineiro
em Aljustrel ajustado
onde morria primeiro
quem nascia desgraçado.

Dia Mundial do Livro…

As «Pessoas Livro» saíram da Biblioteca e andaram pela escola a apresentar-se… Uma forma de comemorar o dia do Livro e dos Direitos de Autor. A Biblioteca colaborou com as docentes de Expressão Dramática e foi muito divertido…

Elisabete Fiel


quarta-feira, 14 de abril de 2010

Concerto do Equinócio, e a apresentação da Banda «E qui noss(i)o»# 25 de Março

A Música tem vndo a ganhar terreno na nossa escola, felizmente...O docente Paulo Cachinho juntou vários músicos interessantes da nossa escola e duas excelentes vocalistas, a Jéssica e a Beatriz.

A apresentação foi no dia 25, às 17 horas no Bar da nossa escola. O concerto em honra do Equinócio, que se registou no dia 20, às 17 horas e que anunciou a chegada da Primavera, num ano em que o Inverno foi rigoroso...O nome da Banda surgiu em conversa com a PB e os Paulos: Cachinho e Condessa... e do pretexto do Equinócio para fazer a apresentação surgiu o nome: E qui noss(i)o.

O concerto foi um sucesso no bar cheio de calor humano...

Elisabete Fiel



terça-feira, 13 de abril de 2010

Dia Mundial do Teatro... a História do Teatro em Comprimidos pelo PIM....


Dia Mundial do Teatro...a História do Teatro em Comprimidos pelo PIM...

O PIM é daquelas companhias de Teatro ASSIM! Assim: interessantes, assim: cativantes, assim: hilariantes... Tudo começa quando a PB foi à Conferência: Bibliotecas para a Vida e trouxe os prospectos da companhia... As docentes Carla Correia e Cristina Azinhais escolheram a peça.

Os alunos de 7º, 8º e 9º ano assistiram à peça: História do Teatro em Comprimidos, no âmbito das comemorações do DIA Mundial do Teatro e da área curricular de Expressão Dramática. A peça foi fantástica, o público desfrutou imenso...e no final a professora de expressão dramática e os alunos ficaram à conversa com os actores do PIM, que também são ASSIM: Simpáticos, solicitos e muito sorridentes. Ficámos a saber que a actriz Alexandra idealizou espectáculo porque sentiu a falta de uma peça que contasse a história do teatro. A conversa foi super interessante e PIM voltem sempre...

Elisabete Fiel

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Lan at work...

A LAN PARTY envolveu um «monte de trabalho» de várias turmas e dos professores de informática. As equipas eram várias e com regras bem definidas, à Biblioteca coube realizar a exposição: «LAN AT WORK...» onde se observa o calor, o suor e o «monte de trabalho» que tudo dá para apenas alumas horas de competição... Mas, os participantes estavam empenhados!!!!

Elisabete Fiel

Workshop «Artes de Palco» com Adriano Bailadeira

A tarde de 24 de Março não podia ser mais interessante...as alunas do TAI e alunos das várias turmas de 7º, 8º e 9º ano participaram no Workshop «Artes de Palco» com o actor profissional Adriano Bailadeira.

Aprenderam, digo aprendemos, porque também fiz parte do grupo...colocação de voz, colocação na área do palco, exercicíos de integração no grupo, gestos e muita muita imaginação...Obrigada Adriano!

Elisabete Fiel

terça-feira, 30 de março de 2010

Percursos da História: Cem Anos de República

O docente Fernando Antunes preparou um dia intenso para as comemorações dos Cem Anos da República. O dia foi recheado de comunicações sobre: Adelaide Cabete, uma repúblicana elvense; A presença portuguesa na Primeira Guerra Mundial, A Arte de Bordalo Pinheiro a Santa-Rita Pintor, A República e ainda um Retrato a Noite Sangrenta. As conferências tiveram ainda como convidado especial o Dr. Galego que apresentou as vivências da República em Campo Maior e a assistência da Universidade Sénior.

Os alunos do 11º B elaboraram uma exposição sobre a temática. A Biblioteca colaborou na montagem da Exposição e a Professora Bibliotecária com o contributo de uma comunicação.

Obrigada Fernando Antunes. Viva a República!


Paulo Condessa em Campo Maior...

O escritor, poeta, performista, etc, etc... Paulo Condessa esteve em Campo Maior no dia 22 e 23 de Março a propósito do Dia Mundial da Poesia. Paulo Condessa realizou três workshops na nossa escola sobre a dimensão do «sentir a palavra». Foram um sucesso, precedendo a noite magnifica de poesia que proporcionou no Centro Cultural, dizendo poemas de vários monstos consagrados: Camões, Cesariny, O'Neill, Natália Correia, Adélia Pires, etc. No dia 23 seguiu-se a presentação dos livros: «Bizz Dizz» e «O Céu Dentro da Boca» editados pela Mariposa Azual. As alunas Andreia e Magda disseram alguns poemas que escolheram do livro «O Céu Dentro da Boca» ao som do Jazz de Coltrane, para uma sala de audiovisuais a «abarrotar...». Depois, foi a vez do escritor le passagens dos livros numa performance que impressionou a assistência... Dois dias memoráveis! Obrigada Paulo!!!!

Elisabete Fiel


segunda-feira, 29 de março de 2010

Poesia...Poesia...21 de Março#

O Dia Mundial da Poesia foi preparado pela turma RCT2, a professora Célia Pingo em colaboração com a Biblioteca Escolar.

Aproveitando a visita do escritor e poeta Paulo Condessa, os alunos escolheram poemas e ilustraram-nos com base na obra do pintor António Sena. Os livros foram apresentados aos alunos, bem como as obras do pintor e rapidamente sairam trabalhos gráficos muito interessantes que permitiram enriquecer a visita do poeta. A obra gráfica ficou em exposição na Biblioteca Esclar e teve um impacto muito positivo.

Elisabete Fiel

Arcebispo da Diocese de Évora na nossa escola...

O dia 19 de Março, dia do Pai, foi comemorado na nossa escola com a visita de sua excelência o Sr. Arcebispo da Diocese de Évora e a Nossa Senhora de Fátima. O palco da missa envolveu o trabalho de professores, funcionários e alunos, nomeadamente: as artes, com um cenário fantástico realizado pelo professor Jorge Costa e as alunas do TAI, a música com o grupo dirigido pelo professor Paulo Cachinho. A missa teve a participação de vários elementos da comunidade.

A Biblioteca Escolar ofereceu poemas para o DIA DO PAI...

Elisabete Fiel

A BescMag de Março de 10 já está on-line!

Destaque: on-line a a BescMag de Março 10 - ver frente >> ver verso >>

quarta-feira, 17 de março de 2010

O GAG de Roald Dahl

Autor: Roald Dahl
Género do livro: Aventura
Ilustrador: Quentin Blake
Nº de páginas: 220
Editora: Terramar
Data da edição: Maio de 2005 (Edição Portuguesa)

Resumo do livro:
Este livro fantástico de ler trata de uma rapariga inglesa que não consegue dormir e começa-se a lembrar que já era muito tarde e essa mesma hora era chamada a "hora das bruxas" e que se ela não se dormisse o mais rápido possível, então ela iria conhecer criaturas monstruosas que comiam pessoas.
Ela vivia num colégio interno.
Pouco tempo depois ela observa um gigante que a rapta. Ele leva-a para o seu esconderijo vão conhecer-se e ficar amigos e ela descobre que ele não é assim tão mau, mas há mais gigantes, ao todo são 10.
O gigante GAG (grande amigo gigante) tinha como hábito ir "apanhar" sonhos que à noite ia soprar para as cabeças das crianças por todo o mundo (foi por isso que a rapariga o tinha visto). Esse era apenas um passatempo de muitos que ele tinha. Ele podia apanhar entre os os bliquitos (os sonhos normais), os negrãos (os pesadelos), e os jiquitos (os mais belos sonhos). Ele comia uns vegetais chamados "zumpinos" repelentes e bebia "fizuízi" delicioso.
A história trata da aventura que é vingarem-se dos outros gigantes violentos que iam comer muita gente todas as noites e avisar a rainha para o perigo que as pessoas corriam.
Transcrição do texto da obra que despertou mais interesse ou prazer na leitura:
"E foi então que ele apareceu!
Com sete metros de altura, e a capa conferindo-lhe a elegância de um nobre, avançava com imponência pelo relvado do palácio..."(pág.163)

Texto de apreciação crítica do livro:
Escolhi este livro para ler porque tenho estado a ler os livros deste autor e acho-os fantásticos, têm uma maneira de escrita que atrai muito o leitor, de "suspense", de aventura.
Gostei muito e sugiro ao meus colegas e amigos.
É também uma leitura que não se torna aborrecida, ela não se limita a contar a história. Tem pequenas "distracções" que parece que nos chamam a atenção como quando o GAG dizia mal as palavras e eu limitava-me a corrigi-lo.
Li o livro em pouco tempo porque não o consegui "largar" nas férias que passaram e continuarei a ler estes livros de que tanto gosto!
NOTA: Por muito velho que um livro seja escrito ele terá sempre o mesma atracção, basta gostar. (Este livro foi começado no ano de 1955!)

Data de início da leitura: 19/12/2009
Data de conclusão da leitura: 1/1/2010
Xavier Golaio Gonçalves, Nº 26, 7ºA

quarta-feira, 3 de março de 2010

Semana da Leitura

E a Semana acontece...


terça-feira, 2 de março de 2010

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

O Dia dos Namorados…

O Dia dos Namorados comemora-se a 14 de Fevereiro e segundo a tradição americana, serve para felicitar a cara-metade, mas também os amigos. Assim, a Biblioteca da Escola Secundária de Campo Maior elaborou os marcadores, com poemas dedicados aos amores e à exaltação da amizade. Poderíamos ter escolhido o poema e entregar à cara-metade ou «selar» a amizade…«Poesia Portuguesa aos Molhos»…em Marcadores….

Elisabete Fiel

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Feira dos Minerais…

O Grupo de Biologia Geologia e a Biblioteca Escolar promoveram mais uma edição da Feira dos Minerais. Foram divulgados vários tipos de minerais e fosseis, cultivando o gosto por esta área da ciência.

A iniciativa foi um sucesso, pois aliámos a bijutaria feita a partir de minerais e fosseis ao Dia dos Namorados. Caso para se dizer: «Os minerais são os melhores amigos dos enamorados!».

Elisabete Fiel


As «Maletas Viajeras»…

As «Maletas Viajeras» são um projecto da Asociación Cultural Estremenha Alentejana. O projecto consiste em levar a Bibliotecas «Malas de Viagem» recheadas de livros. Trata-se de uma forma original de levar a cultura espanhola, no nosso caso, que recebemos obras em espanhol e ficam à nossa disposição um mês. As obras podem ser requisitadas e utilizadas em projectos de promoção da leitura.

Este projecto foi divulgado através da TV Extremadura, numa reportagem gravada na nossa escola, a ver no dia 21 de Fevereiro, às 20:45 ou através da internet: http://extremaduratv.canalextremadura.es/.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Dia 27: O PONTO ELECTRÃO Na nossa Escola…



A nossa escola tem vindo a apostar na promoção de reciclagem de materiais: papel, plástico, pilhas, tinteiros, óleos e também «monstros e monstrinhos» electrónicos e eléctricos. Se todos contribuirmos…certamente o número de resíduos será menor!

Os Maias


Os Maias, deram o mote à «Roda de Leituras» levadas a cabo no dia 27 de Janeiro, aqui na Biblioteca Escolar. Entre «descafeinados» e conversa, lemos e partilhamos opiniões sobre a obra, obrigatória...mas, absolutamente fantástica! A sessão foi moderada pela docente: Maria Luz de Sousa.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Ainda o «Futebol se Joga na Alma»…

A propósito do Futebol, Paulo Canhão é detentor de uma colecção de camisolas de futebol dos vários cantos do mundo e com uma particularidade: foram usadas durante os jogos e estão assinadas pelos grandes ídolos. Tivemos oportunidade de conhecer algumas «relíquias» e o «comissário desta colecção» partilhou connosco um texto sobre esta curiosa colecção. Obrigada Paulo.


O Suor do Futebol

Dos deuses lendários aos deuses de barro, mas com um Olimpo tão alargado como real: os futebolistas.

Nunca um desporto ou espectáculo reuniu tantas paixões, interesses e fanatismos não só nesta Península, mas no mundo – como este desporto-rei. Suada a colecção de camisolas de futebol de Paulo Canhão. Os olhares sequiosos dos adeptos estão mais que assegurados. Crianças com os pais, pais com as crianças, para cheirar o aroma de uns heróis, cuja guerra se trava num relvado, no encalço de uma bola. Não são autógrafos, nem fotografias assinadas dos maiores goleadores o que o público pode encontrar, mas a segunda pele do ídolo, carregada de sacrifícios e esforços, para que as cores defendidas ganhem a sua máxima tonalidade.

Heróicos momentos de nomes lendários, de passes imortais e de golos rotundos, que evocam na mente dos adeptos, o suor do triunfo e a derrota. Camisolas como pendões dos exércitos de outrora, como bandeiras de cores, que empolavam a honra ou a desonra. Clubes, finalmente, pelos que temos devoção.

Paulo Canhão, num alarde de sentimentos contraditórios, dedicou-se a divinizá-los, numa sacrossanta colecção. A sua originalidade reside em que a sua ambição, a técnica, a astúcia do jogador que as vestia, estão embebidas no suor – sempre real e metafórico – de quem as defendia. Arco-íris de suores, tão individuais como universais, onde as glândulas de uma paixão, trazem aragens de Portugal, Espanha, Itália, Argentina, Escócia, Egipto, Brasil, Angola, Cabo Verde, Rússia e outros campos com diferentes línguas, mas com as mesmas regras de jogo. Suores da alma que sabem a religião profana, porque alguns desses deuses de barro, mancharam a camisola e a túnica com o suor divino do seu sacrifício.

Gabinete de Iniciativas Transfronteiriças da Junta da Estremadura Mérida- Espanha. # Novembro de 2002. (Texto cedido por Paulo Canhão). # Dezembro de 2009.